O pH da água pura | Analytica 90

O pH é a medida da acidez ou alcalinidade de uma solução, e é um parâmetro de qualidade de água muito utilizado para medições em pesquisas. Este indicador afeta o estado de dissociação de muitas moléculas e é de extrema importância em grande parte dos estudos. A maioria das soluções contém sólidos dissolvidos que servem como tampão às alterações do pH, o que mantém seu  valor estável, sendo pouco afetado por contaminantes. O pH da água ultrapura, porém,  não é aplicável ou significante numa utilização normal laboratorial, pois seus níveis de acidez e/ou alcalinidade são extremamente baixos, o que torna sua medição um indicativo inconsistente.

Fatores que afetam a medição do pH da água pura:

  • Dióxido de carbono: o CO2 do meio é rapidamente absorvido pela água para formar ácido carbônico e pode reduzir o pH da amostra em 1.1 unidades
  • Recipiente de amostra: vestígios de ácido ou base num recipiente modificam o pH.
  • Temperatura: a temperatura afeta tanto a dissociação do grau da água quanto a medição de pH. As amostras de elevada pureza sem tampão são particularmente susceptíveis a esses efeitos.
  • Tipos de eletrodo e medidores de pH: a água de baixa condutividade pode difundir-se para o eletrólito de elevada força iônica do eletrodo de referência, causando leituras de pH instáveis e imprecisas.
  • Potencial de transmissão: ao contrario de soluções menos puras, as águas com elevada pureza conduzem de forma muito fraca a eletricidade, o que pode resultar em erros devido à carga estática induzida no fluxo de água de elevada pureza através do eletrodo de vidro de pH.
  • Tampões de calibração para eletrodos: a submersão alternada do par de eletrodos no tampão pH e depois na amostra introduzirá erros de pH devido à forca iônica mais elevada dos tampões.
  • Como determinar o pH da água pura de forma precisa: a medição em linha, com sensores de pH de baixa impedância, sob condições cuidadosamente controladas, fornece o melhor meio para obter leituras precisas de pH.  Todas as normas para água com elevada purificação excluem especificamente o pH como critério de pureza. Todas se baseiam na condutividade ou resistividade. O excesso de íons de hidrogênio ou hidroxilo a valores de pH diferentes de 7.0 irão diminuir a resistividade da água. Como resultado, existirão limites para o afastamento de 7.0 que o pH pode ter.

Mais informações no e-mail: elgabrasil@veolia.com.


 

Compartilhe!

Deixe uma resposta

Exibir botões
Esconder botões